Escrito por:

Conheça as principais novidades do novo chipset da Qualcomm, o Snapdragon 810, que virá equipar os principais smartphones e tablets de topo.

Newsletter seta
Partilha no Facebook
Partilha no Twitter

Subscrever Newsletter:

Subscreva a nossa Newsletter e receba as novidades personalizadas para si:

Estamos também no Facebook:

Fechar (x)

qualcomm snapdragon 810

A Qualcomm prepara-se para lançar em 2015 o seu novo chipset Snapdragon 810. Para quem não conhece a Qualcomm, é a empresa responsável por muito dos componentes dos seus dispositivos mobile, como tablets e smartphones. A empresa tem ficado mais conhecida pelos chipsets, onde até aos dias de hoje conseguiu ganhar a confiança dos consumidores mais exigentes, estando os seus componentes equipados em mais de mil milhões de dispositivos.

Entre as rivais da Qualcomm encontra empresas também muito conhecidas, como a Samsung com o Exynos, a Intel, ou a MediaTek, entre outras não tão conhecidas. No entanto, são os processadores Qualcomm que normalmente equipam os smartphones de topo dos últimos anos, garantindo o melhor desempenho e um bom leque de funcionalidades exclusivas. No mundo da gama média, a Qualcomm também possui uma forte presença, em smartphones populares como Moto G, Lumia 630, Moto E, entre muitos outros.

Este ano será o ano dos Qualcomm com terminação em x10. O processador de topo será o Snapdragon 810, que já está garantido no LG G Flex 2, e provavelmente marcará presença também no LG G4, tal como o modelo anterior marcou presença no LG G3. A popularidade destes processadores é tanta, que a Samsung ve-se obrigada a lançar dois modelos do seu smartphone de topo S4/S5, um com Exynos, outro com Qualcomm.

Novidades do Qualcomm Snapdragon 810

As novidades mais sonantes do novo modelo Qualcomm Snapdragon 810 são os seus 8 núcleos e o suporte para arquitecturas de 64bit. É também altura de dizer adeus aos processadores com núcleo Krait, que eram baseados nos processador Cortex A15, mas possuíam algumas "artimanhas" da Qualcomm para fornecer uma maior estabilidade e desempenho. É também a primeiro da linha de processadores Qualcomm concebido segundo o processo de fabrico de 20nm. A Intel já fabrica processadores de 14nm, mas para computadores.

Esta conversa mais especifica pode ser difícil de perceber para os consumidores que não são da área, e como costumo dizer, nem sempre os maiores números significam maior qualidade. Os 8 núcleos do novo Qualcomm Snapdragon 810 serão divididos em dois tipos diferentes de processadores, 4 Cortex A57 e outros 4 Cortex A53. O primeiro tipo são processadores de elevado desempenho, enquanto que os A53 são processadores de baixo consumo e por consequência, menor desempenho. Comparando os Cortex A57, com a ultima geração Krait presente nos Snapdragon 805, o aumento de desempenho vai de 20 até 50%.

Qualcomm snapdragon 810 specs

Este aumento de desempenho significa também um aumento até 20% no consumo de bateria. Tendo em conta este potencial problema, a Qualcomm dividiu as tarefas. Ficando os A53 com tarefas em segundo plano, quando o dispositivo está em espera, ou, com tarefas mais básicas. Os Cortex A57 só assumirão as rédeas quando for necessário um maior poder de processamento, podendo até trabalhar os 8 em simultâneo, algo que não acontece em todos os processadores de 8 núcleos. Esta divisão de tarefas vai garantir uma poupança de bateria considerável nos smartphones e tablets com o chipset Snapdragon.

No que diz respeito ao processamento gráfico, a Qualcomm equipou este chipset com a GPU Adreno 430. Não existe um aumento revolucionário face ao modelo actual, Adreno 420, conseguindo um desempenho superior até 30%, ainda assim considerável. O que existe é uma melhoria de desempenho de 80% face à geração anterior, a 330.

As novidades não se ficam nesta discussão de números, a Qualcomm adiciona também muitas funcionalidades exclusivas às suas plataformas. É neste patamar onde a diferença acontece face aos rivais.

qualcomm snapdragon 810

Tal como o modelo 805, o Snapdragon vai suportar sensores com capacidade de Dual-Image, até 55 megapixeis, gravação de vídeo em 4K, e suporte para formatos H.264 (AVC) e H.265 (HEVC). O 810 melhorou sensivelmente a capacidade de GigaPixels por segundo, capacidade que pode ser utilizada na captura e edição de imagem, que estarão 20% mais rápidas.

O QuickCharge 2.0 está igualmente presente, garantindo um carregamento da bateria mais rápido que a maioria dos rivais. O Chipset suporta ecrãs 4K, e ecrãs externos com a mesma resolução. Poderá ativar o seu smartphone através de voz, através de uma pen, ou gestos, tal como já acontecia com modelos anteriores.

Resumindo, o que o Qualcomm Snapdragon 810 traz de novo?

Comparado com o ultimo modelo, 805, as principais novidades estão baseadas no desempenho. Principalmente no desempenho de funções realmente pesadas. A divisão de tarefas entre processadores diferentes também trará uma maior autonomia, tal como já acontece no Exynos do Note 4, mas, com a vantagem de os Cortex A57 e 53 trabalharem também em simultâneo.

A arquitectura de 64bits é outra novidade, mas a real utilização da mesma até agora, só foi revelada pela Intel e pela Asus, com o ZenFone 2, equipado com 4GB de memória RAM. Isto porque a principal vantagem desta arquitectura de 64bits está na gestão de memória RAM. Este suporte fará maior diferença quando as aplicações de 64bits começarem a surgir nas lojas de aplicações.

Os smartphones de topo que serão lançados até Setembro de 2015, deverão vir, na sua maioria, com este processador Snapdragon 810, algumas exceçoes deverão ser os smarthpones Samsung e Asus, o primeiro que prefere o Exynos, o segundo que possui uma longa relação com a Intel. As marcas mais recentes, como Bq, Wiko, THL, YEZZ, entre outras, normalmente equipam os seus dispositivos com MediaTek, embora algumas já tenham lançado smartphones com Qualcomm.

Gráfico via Android Authority.

Categoria:Smartphones
Newsletter seta
Partilha no Facebook
Partilha no Twitter

Subscrever Newsletter:

Subscreva a nossa Newsletter e receba as novidades personalizadas para si:

Estamos também no Facebook: