Fumador

Escrito por:

Newsletter seta
Partilha no Facebook
Partilha no Twitter

Subscrever Newsletter:

Subscreva a nossa Newsletter e receba as novidades personalizadas para si:

Estamos também no Facebook:

Fechar (x)

Um estudo publicado na semana passada na revista Science, revela que as mutações no sangue provocadas pelo tabaco estão a causar a perca do cromossoma Y aos fumadores do sexo masculino. A perca do cromossoma Y (exclusivo dos homens) pode provocar cancros não ligados ao sangue, bem como diminui a esperança média de vida, dos homens com pouca quantidade do cromossoma Y no sangue.

Para entender o problema é necessário perceber que quase todos os mamíferos possuem um par de cromossomas sexuais. Na grande maioria dos homens, esse par é composto pelo cromossoma X e pelo cromossoma Y. No caso das mulheres, o par é apenas composto por 2 cromossomas X.

Os investigadores recolheram sangue de mais de 6000 homens, com variantes nos anos e quantidade de tabaco que fumam. Todos os homens "testados" possuem mais de 48 anos. A recolha de sangue tem sido feita desde de 1974 e concluiu que os homens que fumam tem uma perda maior do cromossoma Y, em relação aos não fumadores. Como os cientistas puderam acompanhar os homens desde da juventude, podem garantir que todos começaram com uma quantidade de cromossomas Y elevada no sangue.

fumadores-2

Os cientistas conseguiram concluir que quanto maior a quantidade de tabaco fumado, maior e perca do cromossoma Y. Concluíram também que não existe diferença na contagem do cromossoma Y, quando compararam um homem que nunca fumou, com outro que parou de fumar. Esta ultima conclusão levanta uma duvida, ou o efeito é reversível, ou quem parou de fumar não viveu o suficiente para fazer parte dos últimos dados.

Este é um segundo método para contrair cancro "através do tabaco".

Este estudo coloca o tabaco numa situação ainda mais grave, no que diz respeito aos problemas com cancro. O tabaco era associado a forte índices de cancro nos pulmões, devido aos produtos químicos presentes no fumo que podem causar erros na replicação do DNA, resultando em células cancerígenas. A perca do cromossoma Y até já tinha sido diagnosticada, em pacientes com cancro, mas tinha sido associada ao cancro e não ao tabaco. Este estudo vem revelar uma segunda via para o tabaco causar o cancro, que é através da baixa quantidade do cromossoma Y. Esta segunda via é apenas aplicada aos fumadores do sexo masculino.

Este estudo terá agora de perceber a importância do cromossoma Y e o porquê dessa perca causar cancro nos Homens. A parte boa deste estudo, é que existe agora um factor extra, para detectar o cancro em fases iniciais, que é a perca dos cromossomas Y. Isto claro, se o cromossoma Y estiver relacionado com a criação de cancro, pois nos fumadores não será possível perceber se a perca dos cromossoma Y nas células do sangue está a ser causada pelo tabaco, ou, por um possível cancro.

cromossomas

Segundo Lars Forsberg, co-investigador neste estudo, a perca do cromossoma Y não deve estar relacionada com as capacidade reprodutoras no Homem.

A importância do cromossoma Y:

Lembra-se das noticias sobre o homem estar em vias de extinção? Pois bem, estes estudos eram fundados na perca de tamanho drástica do cromossoma Y. Ao longo da história do homem, o cromossoma Y perdeu mais de 90% dos genes. Sendo agora, um cromossoma muito mais pequeno que o cromossoma X. A mulher que realizou esse estudo (Jennifer Graves) estava errada, um estudo mais recente demonstrou que apesar de estar muito mais pequeno, o cromossoma Y está bastante estável.

Nesse estudo mais recente, que comparou humanos, chimpanzés e macacos rhesus, concluiu que o cromossoma apenas perdeu 1 gene ancestral nos ultimos 25 milhões de anos. Estes genes do cromossoma Y, são considerados genes de elite. Estão espalhados pelo corpo do homem e provavelmente regulam outros genes, não estando associados apenas ao órgão reprodutor.

Apesar de se perceber a importância, ainda não se sabe quais as funções deste gene, que apesar de pequeno, é bastante complexo, pois possui bastantes sequências genéticas repetitivas e invertidas.

Categoria:Mundo
Newsletter seta
Partilha no Facebook
Partilha no Twitter

Subscrever Newsletter:

Subscreva a nossa Newsletter e receba as novidades personalizadas para si:

Estamos também no Facebook: