Análise - Halo 4

Publicado a: 17/Nov/2014 ; Por: Tiago Araújo

O que aconteceria se Master Chief falhasse um tiro? Ele não falha!
Halo 4 é o melhor Halo de sempre!

Halo está de volta, para uma nova trilogia que promete marcar esta e a próxima geração de consolas Xbox. Agora nas mãos de uma nova produtora, a 343 Industires, responsável pelo anterior titulo, Halo Anniversary, mas é em Halo 4 que o desafio é maior. Uma das perguntas mais comuns sobre a produção de Halo 4, está relacionada com o papel do manuseamento e transformação do anterior trabalho da Bungie, por parte da 343 Industires.

A resposta não podia ser melhor, não é um trabalho de raiz, não é um re-desenho, é uma reorganização do excelente motor e sistema de jogo. A 343 Industires soube aproveitar todo o legado de Halo, bem como toda a mecânica de jogo, mas acrescentou o seu toque, os modos multijogador são o melhor exemplo desse trabalho.

Mais do que o legado de Halo, este jogo representa uma consola, da mesma forma que Uncharted representa a PS3, como Metal Gear Solid representou a PS1, o GTA 3 a PS2, o Mario as Nintendo e o Halo a Xbox. Halo 4 tem a missão de fechar o ciclo da Xbox 360 em grande, bem como marcar o ano de 2012, onde é serio candidato a jogo do ano.

História e campanha de Halo 4

Halo 4 começa onde Halo 3 acabou, não existe como já dissemos, uma mudança no passado, ou, um novo Master Chief. John 117 continua o mesmo, depois de 4 anos de sono, Cortana, a fiel maquina virtual super-dotada de inteligencia artificial, acorda Master Chief para mais uma aventura.

Estamos numa nave pre-destruída, invadida pelas tropas Covenant, prestes a despenhar no planeta Requiem. Este é um planeta sagrado para os Covenant, acreditam que Requiem é a "casa" de um dos seus deuses. Requiem é de origem Forerunner, é um planeta onde encontramos um novo tipo de inimigo, os Prometheans, composto por 3 especies os Knights, os Watchers e os Crawlers, estes dois últimos juntos, são uma praga autentica!

Os Crawlers não sabem defender-se, apenas atacam em grande quantidade. Quando protegidos pelos Watchers, encontramo-nos numa situação de ataque terrestre e aéreo, ambos agindo como uma praga, sem nos largarem, adicionando ainda a capacidade que os Watchers tem de regenerar e proteger os Crawlers e os Knights.

Halo-4-nave

 Os Knights são um inimigo mais feroz, com capacidade de defesa e poder de fogo superior aos Crawlers, mas, não são tão chatos como estes últimos. A melhor forma de eliminar os Knights é com ataques diretos, mas com especial atenção às suas movimentações rápidas e principalmente aos seus tele-transportes. São bastante semelhantes aos Elite dos Covenant, mas protegidos por armaduras e equipados com armas com aspecto muito futurístico. Os Crawlers são como gatos, conseguem subir paredes, tem 4 patas, mas atacam como lobos, em conjunto. São basicamente robôs. Os Watchers são sentinelas voadoras, que servem na maioria das vezes, como proteção para os outros dois tipos de Prometheans.

É com os Prometheans que vamos encontrar uma maior quantidade e qualidade de armas novas, possuindo efeitos visuais muito bons. Pecam por não possuírem veículos, também não parecem precisar deles. O antagonista desta história chama-se Didact, é uma pena que ao longo de todo o jogo não tenhamos uma oportunidade para lutar contra este, mano a mano. Didact é um Promethean que lutou e comandou as tropas Forerunner contra os humanos.

Em simultâneo com a missão de destruir Didact, evitando que este destrua o planeta terra, com uma arma criada pelos humanos, existe a história de Cortana. A companheira de Master Chief já passou o prazo de validade, possuindo momentos de loucura, atrapalhando algumas missões do Master Chief. É nesta história que encontramos o lado mais sentimental do nosso Spartan.

De realçar ainda que a humanidade pensa que o Master Chief está morto, por isso, durante a evolução do jogoe principalmente nos contatos com os humanos, Master Chief será tratado como uma lenda, um exemplo, alguém querido por toda a humanidade.

Master-chief

Jogabilidade e modos de jogo

Halo 4 continua com a mesma jogabilidade dos anteriores títulos, ou seja, excelente. Existem alguns aspectos diferentes na movimentação do Master Chief que os fãs da serie podem notar, mas será difícil, pois nos últimos 2 títulos não jogamos com esta personagem. Os adversários são exigentes, capazes de criarem tácticas de forma a dificultarem o nosso percurso.

Será possível ao longo do modo de campanha, conduzir vários tipos de veículos, terrestres e aéreos. Alguns deles, a maioria, presente nos modos online e de cooperação. É na condução que encontramos os maiores defeitos da jogabilidade, é difícil conduzir os veículos é necessário utilizar os dois analógicos, algo que nem nos simuladores de automóveis encontramos. Não é difícil apenas para o jogador, as personagens controladas pela maquina também possuem uma enorme dificuldade na condução o melhor é mesmo não lhes confiar essa tarefa muitas vezes.

Num dos últimos níveis controlamos um avião de origem humana, numa especie de jogo de plataformas, onde nos esquivamos das artimanhas da nave inimiga que nos tenta impedir de chegar ao nosso objectivo. É um nível muito bem concebido que nos trás algo diferente, além dos cenários de combate na primeira pessoa.

Halo-4-multiplayer-blue

Quanto ao resto, o jogo está cheio de pequenos acessórios que podem influenciar muito o modo como abordamos os ataques, os diferentes cenários espalhados pelo mundo de Halo 4, os diferentes inimigos, o variadíssimo numero de armas que podemos utilizar podendo carregar duas em simultâneo, e ainda um acessório, como um escudo, uma viseira para nos ambientarmos ao mundo dos Prometheans, um holograma nosso para confundir inimigos, um Jetpack para voarmos, um gadget para corrermos mais rápido, ou uma invisibilidade temporária. Só podemos usar um acessório de cada vez.

Entre defender locais/pessoas, ativar sistemas, limpar áreas recheadas de inimigos e simplesmente abater inimigos, Halo 4 consegue oferecer uma variada experiência de jogo. Isto apenas no modo de campanha, pois nos restantes, principalmente nos jogos de guerra, a variedade é ainda maior.

Algo que senti falta, principalmente nas missões de defesa de pessoas foi de um cronometro, de um tempo máximo para completar a missão. Na missão em que mais senti falta desse tipo de sistema, foi na defesa de uma nave humana que continha uma arma poderosa concebida pelos humanos, onde além de proteger os cientistas, tinha de evitar que esta arma fosse roubada pelos Covenant/Didact. Se não fizesse nada, os Covenant não progrediam, o que deu uma especie de turnos, algo que não é bem a sensação desejada para um FPS, ou um jogo de ação.

Cortana em Halo 4
 

Halo-4-multiplayer

Multijogador

Como já dissemos, a mão da 343 Industires sente-se mais nos jogos multijogador, existem dois, os Jogos de Guerra e os Spartan Ops. O primeiro contem os tradicionais jogos online, equipa vs equipa, captura da bandeira, controlo de zonas, todos contra todos, e muitos mais. É nestes "muitos mais" que gostamos de ver alguma história de Halo presente. Por exemplo o Flood, é um modo onde os jogadores iniciam na grande maioria, na equipa dos Spartans, mas que há medida que vão morrendo, vão transformando-se nos inimigos, algo que aconteceu na história de Halo.

Os jogos de guerra são muito menos chatos que noutros títulos principalmente para quem é um jogador mais casual, pois as mortes demoram menos tempo, muito menos, em quase todos os modos.

A evolução dos níveis dá aos jogadores um objectivo claro, não é apenas ser o melhor, com mais inimigos mortos e menos mortes. O que ainda falta melhorar nos modos online, é a informação após matar um inimigo, essa informação não é tão visível como noutros títulos, mas melhorou em relação ao passado de Halo, apresentando agora a Exp que cada morte oferece.

Spartan Ops é constituído por missões que podem ser descarregadas no Xbox Live. Para já existem 4 episódios, cada um com 5 missões. O 5º episódio já está agendado. Cada episódio possui um vídeo, de 10 minutos sensivelmente, dublado em português. O resto do jogo é legendado em português, mal legendado!

Em Spartan Ops pode jogar cooperando com amigos, juntar-se a um jogo online com desconhecidos, ou jogar sozinho, independentemente de estar acompanhado ou não, necessita de estar ligado ao Xbox Live, algo que achamos negativo, pois no modo offline, apenas existe a campanha basicamente, mas percebemos o motivo.

A 343 Industires fez do modo online uma academia de Halo. É esta a ideia com que ficamos depois de jogar Halo 4 online, é este o motivo/desculpa de Spartan Ops não estar disponível Offline, pois as missões contam para a aquisição de pontos para a evolução do nosso Spartan. Ao contrário do modo campanha, no modo multijogador não jogamos com o Master Chief. Esta evolução permite que o jogador personalize o seu Spartan à medida que vai evoluindo, ganhado novas armas e armaduras.

No modo online consegue ainda saber informações sobre as campanhas dos outros jogadores, conseguimos saber com que dificuldade e em quanto tempo um determinado jogador terminou o modo de campanha, quantos inimigos matou, entre outras informações.

Importante realçar ainda, que existe um modo de edição de mapas para os jogos de guerra.

Halo-4-Spartan

Halo-4-faces

Graficos e som

Estava ansioso por escrever esta capitulo da análise, Halo 4 é o melhor jogo de sempre ao nível de movimentos faciais. Sim, a personagem principal não tira o capacete e o resto são monstros, mas Cortana está excelente, muito melhor que nos anteriores jogos, os Covenants são feios (feios, mas feios bem elaborados) como devem ser, os Prometheans são espetaculares, com design e animações excelentes, mas o melhor, o melhor está nas expressões faciais durante as cenas cinematográficas, brutais!

Já vimos Crysis, Call of Duty, Battlefield, Far Cry e Medal of Honor, esqueçam, nem se aproximam neste aspeto, se ainda não jogaram Halo 4, joguem! Os olhos, são onde notamos melhor e maior evolução em comparação com os títulos que citei, não parecem cegos, ou com problemas de visão, como acontece em todos os jogos anteriores a Halo 4, têm expressão, emoção e estão direcionados para o local que devem estar.

Sim, são cenas cinematográficas e não in-game, mas nos outros títulos também são. A Xbox 360 não consegue melhor do que pode ver em Halo 4. Melhor do que Halo 4, só em jogos que usem cenas reais, como Metro. Em jogo a história é a mesma, mas não o podemos considerar o melhor, pois no reinado do PC, existe Crysis!

Em gráficos de jogo, elogiamos as animações da personagens, das armas e alguns cenários, mas não dos pisos, sim do chão, são simplesmente imagens 2D na maior parte dos cenários, principalmente na floresta Promethean onde a desilusão foi maior neste ponto.

 

Halo-4-multiplayer-Red

A banda sonora é boa, agradável e adequasse às diferentes fases do jogo bastante bem. As vozes são bastante características conseguimos distinguir todas as personagens apenas pela voz. Só não gostamos de dois pontos, um deles muito importante, o 3D do som, nunca consegui decifrar a posição de um adversário/inimigo através do som do andar ou da fala, porque não existiu um 3D claro como existe em outros jogos onde este fator é muito importante, Counter Strike por exemplo. O outro ponto negativo no som foi o ruído emitido por um dos veículos humanos, um jipe, que não parecia um jipe, mas sim um corta relva.

De realçar também a emoção das personagens, foi um dos aspectos onde o som influenciou mais, Cortana é o melhor exemplo.

 
Photobucket

Conclusão

Halo 4 está excelente, faz muito tempo que não me prendia tanto a um jogo. Jogabilidade, modos de jogo, gráficos e principalmente a história, é uma combinação de "excelentes" exclusiva de Halo 4, que nos leva a eleger este Halo 4, como o jogo da Xbox 360 e sem duvida o melhor Halo de sempre.

Para quem é fã de Halo, não digo nada, não vale a pena, já o devem ter comprado, se não, comprem! É o melhor Halo de sempre. Para quem nunca jogou Halo e tem receio de não perceber a história, não se preocupe, jogue, perceba o presente do jogo, no fim desbloqueia o Halo Waipoint, ai encontra a história de Halo, em letras, imagens e vídeos, o jogo é tão bom que vai querer jogar novamente.

Provavelmente, o jogo do ano.

Photobucket

Positivo:

História do jogo e da saga.<br/> Excelentes gráficos.<br/> Cenas cinematográficas levadas a serio.<br/> Variedade nos modos multijogador.

Negativo:

Modo offline limitado à campanha.<br/> Floresta Promethean com má qualidade gráfica, parece um jogo à parte.
Located in: Xbox 360