Huawei Ascend P7

Publicado a: 02/Dec/2014 ; Por: Tiago Araújo

A Huawei apresenta-se em forma, com um Ascend P7 muito belo e muito capaz.

A Huawei é uma marca ainda desconhecida no mundo dos smartphones em Portugal. Por isso comprar um smartphone de topo Huawei é uma tarefa que nem todos estão dispostos a fazer. Esta barreira é ultrapassada quando contactamos com o Huawei Ascend P7, ou com o anterior P6. Se o fizermos com os dois, a barreira é facilmente destruída e qualquer "preconceito" é colocado facilmente de lado.

Foi o que aconteceu connosco. Tivemos contato com o Huawei Ascend P6, um smartphone muito bem concebido, mas faltava-lhe algo. Agora neste Ascend P7 encontramos um smartphone igualmente elegante e muito capaz de competir com qualquer outro smartphone de topo.

Apesar de ter sido dos primeiros outsides asiáticos a entrar no mercado de venda de smartphones. Este desconhecimento da marca acontece apenas quando falamos no publico geral, pois a Huawei é uma marca com muitos anos no mercado das comunicações. Algumas marcas como TMN, ou Optimus já utilizaram produtos Huawei como base para os smartphones de marca própria que vendem bloqueados nas suas lojas.

Qualidade de construção apenas igualada por smartphones memoráveis como iPhone 5S, ou, HTC One.

O Huawei Ascend P7 está incrivelmente bem concebido. Coberto todo ele por uma camada de vidro e rodeado por uma moldura em metal, o P7 é praticamente igual ao anterior P6, tendo como consequência um excelente design e um requinte elevado no toque.

O Ascend P7 possui apenas 6,5mm de espessura, o que é notável. É um smartphone muito leve e todos os botões e portas estão bem concebidos e localizados. Infelizmente não existe qualquer acesso à bateria do smartphone. As ranhuras para os cartões SIM, ou, microSD, estão localizados na lateral direita do smartphone.

Claro que tanta beleza tinha de possuir um lado negativo. Tal como os iPhones da Apple, este Huawei Ascend P7 é frágil e uma queda poderá representar o fim da beleza. Outro lado negativo são as marcas dos dedos, são muito visíveis em todo o smartphone. De realçar ainda pela negativa a saída de som, possui boa qualidade sonora, mas é facilmente abafada quando pousamos o Ascend P7.

Huawei-Ascend-P7-logo

Ecrã de 5" Full HD de excelente qualidade!

Dos smartphones que já analisamos em 2014, este Ascend P7 é apenas batido pelo LG G3, no que diz respeito à qualidade do ecrã. As cores e a densidade de pixeis são excelentes, a visualização de vídeos e imagens com alto detalhe é uma experiência muito agradável neste Ascend P7.

O ecrã está protegido por uma camada Gorilla Glass 3. A moldura que o rodeia é fina, não tão fina como a do G3 da LG, mas também elegante. Como já dissemos a densidade de pixeis é elevada, aproximadamente 441ppi, garantindo uma definição de imagens muito boa. A tecnologia IPS presente neste ecrã, garante que as cores não se alterem consoante o ângulo de visão com que visualiza o ecrã do Huawei Ascend P7.

Huawei-Ascend-P7-frente

Interface Emotion UI 2.2 trás um pouco do iOS ao Android

O Huawei Ascend P7 vem equipado com o sistema operativo Android 4.4.2, mas para quem nunca utilizou nenhum smartphone Huawei com interface Emotion, esta é uma interface do Android totalmente diferente do que encontrou até agora. A Emotion UI é em tudo muito idêntica ao iOS da Apple. A principal semelhança é a ausência de menu.

A Emotion UI 2.2 vem com várias opções de temas para aplicar, uns mais semelhantes do que outros ao iOS. A principal variação ao alterar o tema será notada nos ícones, embora também altere outros aspetos.

A Emotion UI mostrou-se na maioria das vezes rápida e fluída. A simplicidade da interface também ajuda muito para que todos os processos corram de forma perfeita neste Huawei Ascend P7.

Huawei-Ascend-P7-Emotion-UI-2

Dentro das funcionalidades que a Huawei colocou neste P7, de forma exclusiva, destacamos o modo "Não Perturbe", "Economia de energia" e o "Acelerador do telefone". A primeira permite a desativação, manual, ou automática (definição de horário) de todos os sinais sonoros (vibrações também) provenientes do smartphone, notificações, chamadas, mensagens, etc. Este modo permite ainda criar exceções para contatos.

Já a funcionalidade de "Economia de energia" possui 3 modos de gestão do Ascend P7. Cada modo consome um determinado nível de recursos do smartphone que terão consequências na autonomia do dispositivo. O modo de maior poupança de energia limita o P7 à recepção de chamadas e sms, numa interface muito básica. Este modo pode ser ativado automaticamente a determinado nível da bateria, caso assim pretenda.

O "Acelerador do telefone" permite uma gestão das aplicações que estão a consumir recursos do smartphone de forma inútil. A aplicação é capaz de analisar a importância que determinada aplicação possui para o desempenho e utilização do smartphone. Consoante essa análise a aplicação recomenda o encerramento de determinadas aplicações para garantir um melhor desempenho do Huawei Ascend P7.

Huawei-Ascend-P7-Emotion-UI-22

A interface de desbloqueio é outra das parecenças com o iOS da Apple. Através da interface de desbloqueio é capaz de aceder a funcionalidades rápidas como calculadora, lanterna, calendário, espelho e câmara. O método para os atalhos funciona de forma muito idêntica ao iOS 7. Já o desbloqueio para os ambientes de trabalho possui vários tipos de animações, com opções muito elegantes entre as animações disponíveis.

O toque da Huawei está presente também em outras aplicações nativas. Galeria, aplicação de musica, calendário, definições, mensagens, contatos, etc, todas elas possuem alterações face à versão nativa do Android 4.4.2. Na maioria dos casos gostamos das alterações.

De realçar ainda que o Huawei Ascend P7 vem com o Android 4.4.2, mas olhando para os seus antecessores, será difícil ver o Android L neste terminal nos primeiros tempos, após o lançamento que é esperado no Outono.

Desempenho elevado, mas instável

O Huawei Ascend P7 vem equipado com um chipset de fabrico próprio, o HiSilicon Kirin 910T, um total desconhecido para nós até agora. Este chipset vem com um processador Quad Core a 1.8GHz de velocidade com núcleos Cortex A9. Rapidamente percebemos que este chipset iria ser instável com a utilização de várias aplicações em simultâneo. Os benchemarks revelaram números abaixo da média, 25399 no Antutu, não é propriamente animador para um smartphone de 350€, mas os benchmarks são pouco relevantes.

Por exemplo, o smartphone Yezz Andy A5QP pontuou cerca de 27350 no Antutu, mas revelou-se instável em alguns jogos, bem como foi incapaz de correr o jogo Asphalt 8 com o nível máximo de gráficos. Já este Huawei conseguiu encarar os jogos com melhor estabilidade, desde que lidasse com as aplicações abertas. De realçar ainda que o P7 conseguiu rodar o jogo Asphalt 8 com os gráficos ao máximo, apesar rodar no limite mínimo dos FPS recomendados.

O que também contribuiu para estes resultados positivos nas aplicações do Android foram os 2GB de memória RAM presentes no Ascend P7. Este valor foi suficiente para a gestão das aplicações nativas, mais a partilha de memória com o GPU Mali.

Huawei-Ascend-P7-jack-35mm

De realçar ainda os 16GB de espaço disponíveis neste Ascend P7. Existe suporte para cartões microSD, mas para tal terá de abdicar do Dual SIM, possibilitando apenas a colocação de um cartão SIM. Isto porque a ranhura para o cartão microSD é a mesma do segundo cartão SIM.

Se manter a sua gestão de aplicações controlada, e for fechando as aplicações à medida que não as usa, este smartphone será suficiente para correr de forma fluída e com gráficos ao máximo a grande maioria dos títulos e aplicações da Play Store do Google.

Ao nível de conectividade só se esperam coisas boas provenientes deste Huawei. É um smartphone de topo de uma das maiores empresas de redes móveis do mundo. A Huawei é uma especialista nesta área, é daqui que provêm a sua maior experiência do mundo mobile. O Ascend P7 é um smartphone 4G equipado com duas antenas, uma na base e outra no topo de smartphone, potenciando o alcance de rede em zonas mais complicadas.

Huawei-Ascend-P7-speaker

O P7 possui ainda Wi-Fi, com DLNA e Wi-Fi direct. Pode contar ainda com NFC e Bluetooth. Rádio FM, aGPS e GLONASS também fazem parte da lista de especificações do Huawei Ascend P7, no que diz respeito a conectividade.

Por fim, mas não menos importante, a autonomia. Como já explicamos existe um modo de poupança de bateria que transforma o seu smartphone num telemóvel básico. Esse modo é capaz de aguentar bastante tempo sem necessitar de ser carregado, mas deve ser apenas utilizado em situações de emergência, pois caso contrário não fará qualquer sentido comprar um smartphone. Fora desse modo o Huawei tem as horas contadas. Com uma utilização pouco pesada a vida da bateria desgastasse facilmente, bastando para tal utilizar o 4G.

Câmaras incríveis, na frente e atrás

Dentro das capacidades fotográficas deste Huawei Ascend P7 destacamos sem hesitar a câmara frontal de 8MP que equipa este smartphone, ideal para Selfies. Não foi a melhor que já testamos, mas esteve lá perto. A câmara possui boa qualidade, possui ainda um modo de beleza, que suaviza os tons de pele, de forma a disfarçar as imperfeições.

Na parte de trás encontra uma câmara de 13MP. É capaz de excelentes resultados, mas peca na personalização do disparo que é bastante limitada na interface nativa. Ao nível de qualidade fotográfica a câmara é capaz de fotos com Depth of field com grande facilidade e boa focagem na generalidade. Já em fotografia em ambientes escuros o flash e os níveis de ISO são uma excelente ajuda para este Huawei Ascend P7. A flash é muito bem controlado, sem se tornar em demasia em situações mais controladas.

Huawei-Ascend-P7-fotografia

Vale a pena comprar o Huawei Ascend P7?

Depende dos seus objectivos. A favor do P7 está a sua excelente qualidade de construção, a excelente interface Emotion UI 2.2 e a grande qualidade fotográfica na frente e atrás do smartphone. Não vai encontrar melhor na gama dos 350€ nestes 3 aspetos.

O lado negativo encontra-se na estabilidade da arquitetura. A este preço encontra smartphones com chipset Qualcomm que garantem uma melhor estabilidade. Encontra nomeadamente o Nexus 5, com processador Qualcomm e garantia de ser o primeiro a receber as novas atualizações do Android. Neste ultimo aspeto os Nexus ganham a todos os outros smartphones.

Huawei-Ascend-P7-canto

Não acreditamos que o Android L chegue rapidamente ao P7, pois o P6 ainda não recebeu o Android KitKat e perceber o passado é uma das melhores formas de prever o futuro. Se este for um ponto importante para si, escolha o Nexus 5. Caso pretenda qualidade fotográfica e qualidade de construção, com um toque requintado, não duvide, opte pelo Huawei Ascend P7.

Positivo:

Design; Qualidade de construção; Ecrã; Emotion UI; Câmaras

Negativo:

Instabilidade do chipset;
Located in: Huawei